Traficante especialista em fuga é recapturado em Penedo - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Polícia

14 Jul de 2011 - 09:26

Traficante especialista em fuga é recapturado em Penedo

A suspeita de que o recapturado tenha participação na morte do taxista José Gilvan da Silva.
Ana Paula Omena
Gleisson Barros Pimentel, conhecido por “Baiano”, de 20 anos. Carlos Welber Gleisson Barros Pimentel, conhecido por “Baiano”, de 20 anos.

O traficante Gleisson Barros Pimentel, conhecido por “Baiano”, de 20 anos, foi recapturado por policiais civis da Delegacia de Penedo na noite de ontem. A prisão aconteceu por voltas das 21h, no Povoado Ponta Mufina, no município de Penedo.

O individuo de alta periculosidade, que no momento da abordagem policial, estava portando um revólver de calibre 38, com numeração suprimida e devidamente municiada e pronta para uso é considerado um especialista em fuga.

De acordo com o delegado Rubem Natário, titular da Delegacia de Penedo, o fugitivo Baiano é especialista em fugas, somente daquela delegacia, em gestões anteriores, o mesmo fugiu duas vezes, registrando fuga também da Delegacia de Neópolis, no Estado de Sergipe, fuga esta ocorrida a cerca de três meses.

“Com a prisão do Baiano a polícia civil deverá elucidar outros crimes, pois o mesmo é envolvido na quadrilha de tráfico de drogas, comandada pelo também fugitivo Josinaldo da Silva, vulgo Nego, sendo o Baiano investigado na prática de homicídios na região do Baixo São Francisco”, disse o delegado.

A prisão do Baiano aconteceu no Povoado Ponta Mufina, na área urbana da cidade de Penedo, no momento da prisão o 'Baiano' estava na companhia de uma adolescente.

O parceiro do Gleisson Barros Pimentel, o elemento conhecido por “Gasolina” foi morto em uma troca de tiros com a Polícia Militar de Alagoas, ocorrida na zona rural de Igreja Nova, após diligências de apoio a polícia do Estado de Sergipe, que perseguia tanto o “Gasolina” como o “Baiano”, acusados na época de roubo de moto.

A suspeita ainda de que o recapturado tenha participação na morte do taxista José Gilvan da Silva, que teve seu corpo localizado na cidade de Rio Largo, em março passado. O taxista desapareceu no dia 26 de dezembro do ano passado. Naquela data, José Gilvan deixou seu ponto de trabalho com dois passageiros e não mais visto.

O taxista José Gilvan da Silva desapareceu no dia 26 de dezembro do ano passado.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.