Mãe filma estupro da filha de 8 anos pelo padrasto, diz polícia - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Polícia

Mãe filma estupro da filha de 8 anos pelo padrasto, diz polícia

Ao constatar o abuso, mulher foge de casa com medo do companheiro. Suspeito fugiu e ao voltar para casa quase foi linchado pelos vizinhos.

Um homem de 33 anos é suspeito de estuprar a enteada de 8 anos de idade em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. A denúncia foi feita nesta sexta-feira (30) à polícia do município por vizinhos da vítima, que teriam recebido da mãe da criança imagens que comprovariam o crime sexual. Antes de levar o caso à polícia, os vizinhos teriam tentado linchar o suposto estuprador. A polícia está em busca do suspeito.

Segundo informações preliminares da polícia, a mãe da vítima suspeitava dos abusos e teria decidido fazer, na noite de quinta-feira (29), uma filmagem com a câmera do aparelho celular. Ainda conforme a polícia, depois de ver as imagens, a mulher teria ficado com medo de entregar o marido à polícia. Ela então repassou a prova do suposto crime aos vizinhos e fugiu em seguida.

Na tarde desta sexta-feira (30), o suspeito teria voltado à sua residência para buscar seus pertences e os vizinhos tentaram capturá-lo. Os policiais fizeram contato com a mãe da vítima, que deverá comparecer à delegacia no sábado (31).

Comentários


  • Isso é absurdo!!! Coitadinha da criança ter um padrasto como esse, e uma mãe incapaz de ajudá-la.Sem contar que a mãe chega nesse ponto de filmar a própria filha, sendo estrupada.Que país é esse!!

    Diana Saliany em 02/01/2012 as 12:49

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.