Mais de 50% dos municípios alagoanos ainda têm lixões - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Cidades

21 Abril de 2017 - 11:06

Mais de 50% dos municípios alagoanos ainda têm lixões

Prazo para adequação terminou em 2014; sete consórcios estão em andamento para resolver problemas em Alagoas
Lucas França / Tribuna Independente
Muitos municípios alagoanos ainda utilizam lixões com suas condições insalubres ao homem e meio ambiente Muitos municípios alagoanos ainda utilizam lixões com suas condições insalubres ao homem e meio ambiente

O prazo para que todos os municípios brasileiros se adequem à lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos instituída pela Lei Federal 12.305/2010 se encerrou em 2014 e desde então, segundo o Instituto do Meio Ambiente (IMA), muitos municípios alagoanos encontram-se irregulares.

Em Alagoas apesar de mais de 90 dos municípios já estarem com consórcios públicos que visam à solução de problemas e o descarte adequado dos resíduos sólidos, de acordo com informações da Gerência de Monitoramento e Fiscalização do IMA, mais da metade dos municípios alagoanos continuam descartando o lixo de forma irregular.

A gerente de Resíduos Sólidos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Elaine Melo, informou que desde 2016 foram inaugurados vários aterros sanitários em Alagoas, na Capital, o aterro público municipal funciona desde 2015 e na região Metropolitana na cidade de Pilar foi inaugurado um aterro privado que é gerido pela empresa Limpel e recebe lixo dos municípios de Santa Luzia do Norte, Satuba, Messias, Atalaia e Marechal Deodoro. Também foi inaugurado o aterro sanitário de Craíbas, monitorado pela Limpel e recebe resíduos de Arapiraca, Limoeiro do Anadia, Coite do Nóia, Igaci, Taquarana, Lagoa da canoa e São Sebastião.

De acordo com a Semarh também já está em funcionamento desde 2016, o Consórcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos (Cigres) na região da Bacia Leiteira. Esse aterro recebe resíduos produzidos por aproximadamente 249.704 habitantes (dados do IBGE de 2014) dos municípios de Batalha, Cacimbinhas, Carneiros, Dois Riachos, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Isidoro, Maravilha, Monteirópolis, Olho d’Água das Flores, Olivença, Palestina, Pão de Açúcar, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira. Além do Cigres, outros seis consórcios já foram firmados e deve beneficiar Região do Sertão, Região do Agreste, Região da Zona da Mata, Região Sul, Região do Litoral Norte e Região Metropolitana de Alagoas.

De acordo com a gerente de resíduos sólidos da Semarh, Elaine Melo, todos os consórcios já estão em andamento com CNPJ e sendo estudados.

Leia mais na íntegra na versão digital ou impressa deste fim de semana

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.