Governo de Alagoas investe R$ 2,8 mi e entrega 15 novas ambulâncias nesta terça - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Cidades

17 Jul de 2017 - 17:36

Governo de Alagoas investe R$ 2,8 mi e entrega 15 novas ambulâncias nesta terça

Novas viaturas serão entregues às 9h, no estacionamento do Memorial à República, em Maceió
Tribuna Hoje, com assessoria Sesau
Renan Filho Reprodução Renan Filho

O governador de Alagoas, Renan Filho, e o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, irão entregar 15 novas ambulâncias para o Serviço Estadual de Transporte Sanitário (SETS). A cerimônia vai ocorrer nesta terça-feira (18), às 9h, no estacionamento do Memorial à República, no bairro Jaraguá, em Maceió.

As novas ambulâncias serão destinadas a seis municípios alagoanos, que possuem unidades mantidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).  Em Maceió, a Gerência Estadual de Regulação e o Hospital Geral do Estado (HGE) serão contemplados com duas ambulâncias. Já os Ambulatórios 24 Horas Assis Chateaubriand, Denilma Bulhões, João Fireman e Miguel Câmara, além da Clínica Infantil Dayse Breda, irão receber uma unidade cada um.

No interior, a Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca, irá contar com duas ambulâncias e o Hospital Ib Gatto Falcão, em Rio Largo, com uma. No Sertão, os Hospitais Estaduais Antenor Serpa, em Delmiro Gouveia; Arnon de Melo, em Piranhas; e Quitéria Bezerra, em Água Branca; também irão receber uma viatura cada um.

Investimento – Para reestruturar o Serviço de Transporte Sanitário, o Governo do Estado está investindo R$ 2,8 milhões, cujos recursos são oriundos do Tesouro Estadual. As novas ambulâncias seguem todas as diretrizes exigidas pelas portarias sanitárias do Ministério da Saúde, aprovadas em março deste ano, por meio da Comissão Intergestores Tripartite (CIT).

Os novos veículos, segundo o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, irão qualificar a assistência principalmente aos pacientes acamados e, devido uma conduta médica, precisarão ser transferidos do hospital onde estão para outra unidade. “Com isso, não será mais necessário que as ambulâncias do Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] sejam utilizadas para transportar um paciente de um hospital para outro”, salientou.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.