Nissan contrata executivo de banco para operação no Brasil - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Economia

Nissan contrata executivo de banco para operação no Brasil

Fraçois Dossa vai cuidar das áreas administrativas e financeiras da fábrica que está sendo construída no país

Folha Online 26 Abril de 2012 - 17:19

Foto: Divulgação

A montadora Nissan foi buscar em um banco francês o executivo que vai cuidar das áreas administrativas e financeira da fábrica que está sendo construída no Brasil.

François Alain Dossa foi nomeado nesta quinta-feira como vice-presidente dos setores e assume as operações em 7 de maio. No banco Société Generale, ele ocupava o cargo de diretor-geral para o Brasil e América Latina.

A contratação faz parte do plano agressivo de vendas no Brasil que a montadora japonesa anunciou no ano passado. O objetivo é alcançar subir posições no ranking das que mais vendem.

No primeiro trimestre deste ano, a Nissan já alcançou a sexta posição, com 27.308 unidades comercializadas --à frente de Honda, Hyundai e Toyota. Em 2011, ela ocupava a 12ª posição na lista.

O executivo, graduado em economia na França, irá se reportar ao vice-presidente sênior de Administração e Finanças para as Américas, Scott Becker, e ficará baseado no Rio de Janeiro.

Sua carreira também inclui atividades como diretor de Finanças de Exportação no banco Paribas, na França, e como gerente-comercial da Alstom do Brasil, em São Paulo.

"Estamos muito satisfeitos em ter François na Nissan do Brasil para liderar essas áreas estratégicas. Ele nos traz a experiência para ajudar a marca no momento de crescimento da sua presença neste mercado tão importante", disse Becker. Todos eles estão sob a tutela do presidente mundial da marca, o brasileiro Carlos Ghosn.

RH

A Nissan também anunciou Sidnei Alvares como diretor de Recursos Humanos da Nissan no Brasil. Ele inicia as atividades em 2 maio. Alvares se reportará a François Dossa e a Mark Stout, vice-presidente de Recursos Humanos da Nissan Américas.

Sidnei irá se focar imediatamente no início das operações de manufatura brasileira, ficando sediado em Resende.

Alvares veio da General Motors Corporation (GM) em Detroit, Michigan, onde atuou como diretor de Recursos Humanos em uma atribuição internacional na General Motors Venezuelana, em Caracas.

Antes de se unir à Nissan, acumulou 25 anos de experiência nos setores automobilístico e de Recursos Humanos, incluindo posições na General Motors do Brasil e Venezuela.

A Nissan vai investir R$ 2,6 bilhões na implantação de sua primeira fábrica no Brasil. A unidade está sendo levantada em Resende (RJ) e terá capacidade para produzir 200 mil veículos por ano.

A previsão é que a produção comece no primeiro semestre de 2014. Segundo Ghosn, o objetivo é aumentar a participação da marca no mercado brasileiro para 5% até 2016. No ano passado, a marca fechou em 1,97%.

Atualmente, a marca japonesa produz no Brasil os modelos Livina, Grand Livina, X-Gear e o Frontier. A linha de produção está instalada na fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR) e produz anualmente 59 mil unidades. Os demais carros são importados do México e terão que atender a uma cota de comercialização para evitar o pagamento do imposto de importação.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.