Isis Valverde: 'Às vezes tenho uma atitude meio masculina' - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Entretenimento

Isis Valverde: 'Às vezes tenho uma atitude meio masculina'

Capa da revista QUEM desta semana, atriz fala sobre o sucesso de "Avenida Brasil" e diz que não gosta do óbvio

quemnews 06 Jun de 2012 - 12:42

A revista QUEM desta semana, que chega às bancas nesta quarta-feira (6), traz uma entrevista com Isis Valverde, 25 anos, sucesso absoluto na novela "Avenida Brasil", em que tem aparecido no ar praticamente embalada a vácuo, de tão justos que são os trajes de sua personagem Suéllen. “Ela é sensual, sexy, sedutora, não faz o estilo muito vulgarzona”, diz a atriz, do alto da simplicidade com que se encontrou com QUEM – de cara lavada e sandálias rasteiras.

Em um papo franco, Isis vai mostrando que existe um mundo de diferenças entre atriz e personagem. “Se eu estiver em casa de biquíni e chegar alguém, coloco uma roupa. É o meu jeito”, afirma ela, cujo primeiro papel na TV foi a Ana do Véu, de "Sinhá Moça" (2006), quando a atriz tinha 17 anos. O primeiro trabalho no cinema, o filme "Faroeste Caboclo", deve estrear no segundo semestre. Novos projetos já estão a caminho, embora ainda não tenham sido confirmados: protagonizar uma microssérie na TV Globo e filmar um longa em Los Angeles. Nada mau para a garota do interior que aos 15 anos deixou a cidadezinha de Aiuruoca, em Minas Gerais, para tentar a vida como modelo em Belo Horizonte e, aos 17, alugou um quartinho em Copacabana, no Rio de Janeiro, onde sempre quis estudar teatro. Hoje, é dona de uma cobertura na Barra da Tijuca. “Nunca pensei que fosse ter a minha casa tão rápido”, diz.

Em oito anos de carreira, Isis trabalhou bastante, mas também namorou, inclusive famosos como os atores Malvino Salvador e Marcelo Faria. Terminado o noivado no ano passado com o executivo Luiz Felipe Reif, começou o relacionamento com Tom, mas ainda não pensa em casamento e descarta relações muito açucaradas. “Não digo que não sou romântica. Só não gosto do óbvio”, confessa. "Acho que às vezes tenho uma atitude meio grossa, meio masculina de ser. O cara está falando coisas de amor e você continua vendo televisão. Ou ele fala e você: 'Shiu' (risos).

Mas tenho um lado mulherzinha. Outro dia, fui ao posto de gasolina comprar um chocolate e tinha esses cartõezinhos escritos 'Eu te amo para sempre'. Quando é assim, compro, escrevo algumas coisas, faço uma cara de paixão e digo: 'Olha que lindo, amor'”.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.