Justiça manda site tirar do ar notícias sobre Raí e Zeca Camargo - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Entretenimento

Justiça manda site tirar do ar notícias sobre Raí e Zeca Camargo

uol 03 Agosto de 2012 - 17:04

A Justiça de São Paulo proferiu decisão na última quarta-feira determinando que o portal de internet R7 retire do ar, dentro de 48 horas, notícias que mencionem um suposto relacionamento afetivo do ex-jogador de futebol Raí com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo.

A ordem judicial trata especificamente de textos sobre o assunto publicados pela jornalista Fabíola Reipert em seu blog, hospedado no portal.

Além disso, o R7 não deve mais produzir nenhuma nota jornalística a respeito deste assunto. A multa diária para o eventual descumprimento da decisão é de R$ 2 mil.

O prazo passa a contar a partir do momento que o veículo for notificado oficialmente acerca da determinação judicial.


Na Justiça, Raí afirma que Zeca Camargo

Na Justiça, Raí afirma que Zeca Camargo "sequer faz parte do seu círculo de amizade"

Procurado pelo UOL Esporte na noite da última quinta-feira, o departamento de comunicação do R7 informou que não comentaria o assunto, pois ainda não havia sido notificado oficialmente pela Justiça.

Fabíola Reipert também informou que ainda não havia sido notificada, e orientou a reportagem a procurar o departamento de comunicação do R7.

No último dia 31, Raí entrou com uma ação na Justiça contra a jornalista Fabíola Reipert, blogueira do portal R7, e contra o próprio veículo, pela publicação de notícias que insinuaram que o atleta teria um envolvimento afetivo com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo. O ex-jogador pede uma retratação pública, uma indenização de R$ 10 mil e a retirada do ar das notícias já existentes.

Na mesma ação, o ex-jogador fazia um pedido de "tutela antecipada" sobre a retirada das notícias do ar, ou seja, requereu que a Justiça considerasse este pedido antes do término do julgamento, em caráter emergencial, já que a manutenção das referidas notícias no ar estariam prejudicando a sua imagem. A decisão judicial proferida na última quarta-feira atendeu a este pedido e ordenou a retirada do ar das notícias dentro de 48 horas.

A ação judicial como um todo, porém, seguirá seu trâmite normal, e tanto o portal R7 quanto a jornalista Fabíola Reipert ainda terão tempo para apresentarem suas defesas antes que uma decisão final seja tomada.

Entenda o caso

O ex-jogador Raí deu entrada, na última terça-feira, com uma ação na Justiça contra a jornalista Fabíola Reipert, blogueira do portal R7, e contra o próprio veículo, pela publicação de notícias que insinuaram que o atleta teria um envolvimento afetivo com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo.

No último dia 16, a blogueira publicou que a "emissora (Globo) proibiu os programas da casa de associar os nomes de Zeca Camargo e Raí", completando com as perguntas: "O que será que eles têm para esconder, hein? E o que têm em comum?". Fabíola Reipert estava repercutindo notícia anterior publicada por ela mesma, que dava conta de que "um belo ex-jogador de futebol teria deixado a mulher em troca de um novo amor. Ele foi morar com um apresentador da Globo, que ainda não saiu publicamente do armário".

As publicações geraram ampla repercussão na internet e nas redes sociais, que passaram a reproduzir o boato de suposto relacionamento homossexual entre os dois.

Na última terça-feira, o sócio de Raí em uma empresa de gestão de imagem, Paulo Velasco, informou que o ex-jogador decidira "tomar as medidas judiciais cabíveis contra os autores do boato".

"Informamos que foi proposta ação judicial referente ao falso boato publicado na internet em relação ao Raí. Esperamos com isso, além da retratação e indenização por parte dos responsáveis, colaborar para a construção de um jornalismo sério e verdadeiro", afirmou Velasco, que também responde pela assessoria de imprensa de Raí.

De acordo com ele, não existe nenhum fundamento nas informações divulgadas sobre o suposto relacionamento entre Raí e Zeca Camargo. "Trata-se de uma notícia falsa, desrespeitosa e sem pé nem cabeça", disse Velasco.

Comentários


  • Porque a Fabíola não fala mal do Pedir Maiscedo hehe!!!

    Eduardo em 04/10/2012 as 18:37

    Essa safAda tá prescisando de alguem q coma ela todo dia...
    P parar de ficar postando na internet inverdades sobre as pessoas!!!

    rone em 13/09/2012 as 19:43

    para parícia: vai o meu protesto contra a preconceituosa, homofóbica e incompetente Patricia.Deve ser evangélica fundamentalista, fariseu e hipócrita. os gays a luz da bíblia:
    vale a doutrina da pocriação: nascei crescei e multiplicai vos... tudo que é usado para não gerar filho é abominável perante ao senhor exemplo camisinha comprimidos vasectomia . leia a bíblia cretina vale as leis , a lei de Deus e a dos homens quando sancionadas não é pecado.

    cila em 07/09/2012 as 18:33

    e essa patricia quem a produziu abandonada pelo hétero, não sabe o que diz tantos héteros matando mulher abandona filho e acho que ela foi abandonada por um o mundo está cheio de gente ruim e está dificilde viver enche a casa patricia e cria sozinha feia tú quer parir pare dá tua xana fedida

    cila em 07/09/2012 as 18:05

    patricia.melo@click21.com.br Que preconceituosa é você não? Com certeza não tem ninguém que ame você... Qualquer tipo de amor é válido, portanto, não fale sem pensar. Coitada da repórter, duvido muito que a noticia seja falsa. Ela tem que falar mesmo, as pessoas na globo não podem expressar suas verdadeiras preferencias sexuais, mais ou menos o que acontece no mundo, infelizmente... Sou contra qualquer tipo de preconceito, eu tenho valores, nunca, jamais descriminarei uma pessoa, seja pelo motivo que for. Viva a liberdade sexual!

    Observação: patricia.melo@click21.com.br heterossexual se escreve assim, tudo junto...

    Rodolfo em 31/08/2012 as 14:19

    patricia.melo@click21.com.br Recalcada!!!! Precisa de alguém que te ame, mal amada!

    Fabiana em 07/08/2012 as 03:24

    Eu sou totalmente contra todo tipo de relação que não seja hetero sexual. Isso é uma vergonha e absurdo. Eu tenho é nojo de todos os gays deste mundo. É horrível esse tipo de relacionamento, não produz nada...eu hein!

    patricia.melo@click21.com.br em 06/08/2012 as 22:17

    fuck then all

    fabio em 06/08/2012 as 13:03

    em 06/08/2012 as 12:04

    Galera, e ae se for verdade o que a Fabíola Reipert disse? Os dois são maduros o suficiente pra assumirem suas preferências sexuais ou não e, além do mais, a mídia escrita, falada ou televisada não foi criada com a finalidade de dar conta da vida sexual de quem quer q seja, mas como cuidar da vida dos outros dá ibope, o povo fica em cima de fofocas como abelha no mel...
    Abraço a tds!!!

    Fábio em 06/08/2012 as 02:12

    Infelizmente, uma das formas de alienar um país de seus verdeiros problemas,é dirigir a mídia para a fofoca.Foi assim na imprensa adolescência, quando percebi (nas bancas de jornais) como a imprensa italiana só se preocupava com quem estava transando com quem,afora o costume de dar um jeito de fotografar alguém pelado:Jacqueline Kennedy, o Príncipe Charles,Giovanni Agnelli e até o rei Juan Carlos da Espanha.\"Parazzo\" personagem de \"La Dolce Vita\" virou sinônimo de fotógrafo inescrupuloso...e \"profissional\".Mas em todo o mundo as pessoas se acovardam.Mas um bom exemplo de como a coragem vale é a da comediante Carol Burnett da TV americana.Atingida por notícias caluniosas,pelo tabloide \"National Enqueirer\",meteu uma ação milionária e persistente que simplesmente se não quebrou,a circulação caiu e nunca mais foi o mesmo pasquim porco e audaz.Carol,mais tarde, dou parte da grana para a abertura de estudos de ética jornalística em 2 universidades americanas.
    Mas vejo essa Fabíola, como uma espécie de bode expiatório.Dei uma busca na Internet e constatei que milhares talvez de sites já estavam tentando denegrir Zeca Camargo e há muito tempo.Mas aí se ajuntam mais dois problemas:embora o artigo V da Constituição garanta a liberdade de expressão,também proíbe o anonimato.Em suma:você pode falar o que quiser, desde que mostre a cara.Mas agora, sob a desculpa de \"liberdade de expressão\" o que temos é liberdade de destrutividade,agressão e indiscrição. A homofobia real ou caluniosa é uma das coisas mais absurdas do mundo atual.Mas no outro extremo temos a homofilia,nas quais organizações LGBT,aproveitam-se da tal \"diversidade\" para constranger homossexuais reais ou suspeitos a \"saírem do armário\" quase à força.Ora, se uma pessoa é homossexual e não vê vantagem em \"sair do armário\",que fique nele, ora bolas!Richard Chamberlain,o Dr.Kildare, só depois de aposentado e morando no Havaí, revelou sua homossexualidade.E disse (ele que vive nos EUA) que é o que tinha de ser feito, pois a dificuldade de obter papeis seria uma realidade.
    Aqi no Brasil, fofocas era coisa de \"Mexericos da Candinha\",leitura de \"macacas de auditório\".E regredimos.Quando Brigitte Bardot andou por aqui, estava traumatizada com o assédio da imprensa europeia.Ao chegar, se trancou num apartamento.Até que alguém (mas foi uma brincadeira divertida) deu nota dizendo que ela se trancara, por não querer mostrar as primeiras rugas.BB se rendeu,marcou coletiva.Mas aí, surpresa:tudo num nível tão alto que ela começou a bater palmas para os jornalistas.E daí em diante, o povo compreendeu, e ela podia sair andar por Ipanema e ninguém a importunava.Ela fala maravilhas de nós em seu livro de memórias.De vez em quando um grito \"Aí Brigitte! Nós gostamos de você!\"
    Se ainda fosse jovem e famosíssima, teria hoje o mesmo tratamento?Não.Hoje se um famoso vai à praia e distraidamente coça o trazeiro,no dia seguinte a foto e legenda \"Fulano coça a bunda na praia!\"
    Outra: certa vez Dulce Dmasceno de Brito, correspondente do O CRUZEIRO em Hollywood (marido funcionário do Itamarati naquela cidade) defendendo Tony Curtis,alvo de comentários maldosos, porque era muito bonito, soltou que ele era \"muito homem,ao contrário de Rock Hudson que sempre DEU O QUE FALAR\".Iso saiu, a revista era lidíssima,mas só liguei o pontos quando décadas depois veio a notícia de Rock estava com AIDS.Johnnie Ray e Charles Trenet foram pegos em flagrante fazendo \"pegação\" em mictórios,as notícias saíram, mas ninguém ligou.Também nunca vi um só comentário sobre a homossexualidade do diretor Alberto Cavalcanti ou de Milton Ribeiro, o sanguinário Capitão Galdino de \"O Cangaceiro\".Mas hoje...
    Eu entendo a \"censura\" da Rede Globo. Devem ter percebido que se algo vazou, foi de fofoqueiros lá de dentro.
    Isto mostra um país de mente dura e cruel, o oposto do \"brasileiro cordial\", na verdade dissimulado e destrutivo.A ausência da justiça, que sempre me pareceu difícil e constante desde a infância (estou com 70) gera essa mentalidade monstruosa de pensar que criminoso tem de ser brutalizado, morto, esquartejado,lei de Talião.Pensa-se ( e nos comentários de leitores de jornais sérios) deixa-se que leitores visivelmente desequilibrados falem o que quiserem, o que deixa a crueldade à solta e clandestina, num \"nem te ligo \" à Constituição.Outra coisa é a ignorância burra.Quando sai uma pesquisa a favor de Lula ou Dilma, juntam-se um monte de idiotas que dizem que \"nunca foram consultados\", que a pesquisa foi \"encomendada\".As pesquisas indicaram vitória de Lula, nos dois períodos.E os imbecís:\"mentira, mentira!\".Dilma venceu também boatos de homofocia e mostrou-se respeitosa e respitada e também popular:\"mentira, mentira\".Tudo isto (vide Theodor Adorno) é coisa de personalidades autoritárias.Que também se \"entregam\" com excessiva preocupação com assuntos de vida sexual. Alheia é claro. Podem conferir.São dois volumes, quase mil páginas. E está na Internet \"The Authoritharian Personality\" (AJC Archives)
    Fiquem em paz, Raí e Zeca. Como fizemos com Brigitte, muita gente gosta de vocês.Mas depenem bem depenado o patrimônio de caluniadores.E nega de aceitar um falso cristianismo \"perdoai vossos inimigos\" coisa e tal. O mesmo Cristo um dia, furioso meteu o chicote nos vendilhões do Templo. Daí, metam o chicote nos vendilhões da imprensa.

    Thunder Hawk em 05/08/2012 as 15:11

    2 viadinh*

    michel em 04/08/2012 as 21:02

    Quando eu era bem mais jovem, e muito mais ingênuo ,cansei de ver e ouvir, muitos pseudos jornalistas clamarem por liberdade de imprensa, com o apoio de medíocres apresentadores de televisão, noveleiros de plantão e infelizmente uma grande parte da sociedade imbecil , ou ingênuos como eu . Eu particularmente, pensava que a tão propalada liberdade de imprensa, tinha, entre outros fins nobres , a defesa da classe media brasileira tão vilipendiada por políticos malversadores do dinheiro público e que infelizmente são maioria nas câmaras e no senado ( ocorreu-me aqui a lembrança de uma das falácias do lula, quando disse: \"que na câmara federal haviam 300 picaretas\"
    . Isto antes dele assumir a presidência. Ai eu pergunto, e agora depois que saiu, quantos devem ter aumentado? Somente depois de voltar aos bancos escolares e a duras penas ter conseguido uma Pós Graduação e que eu consegui entender a verdadeira intenção dos aludidos jornalistas e da mídia televisiva em geral. Na verdade eles não estavam interessados em trazer as informações às claras, contribuindo assim para esclarecer o povo brasileiro da podridão escondida na perfídia da grande maioria dos nossos políticos. A liberdade que eles sempre almejaram era contribuírem para que o povo continuasse na obscuridade, através da musica de sentido duplo e de péssima qualidade, de novelas intermináveis, que bem poderiam passar em outro horário,que não o chamado horário nobre,aproveitando este horário com programas que abririam a mente do povo menos esclarecido, com informações as mais diversas, mas o que eles querem como liberdade e poderem interferir na formação da família brasileira das classes menos favorecidas e da classe média, com programas de péssimo conteúdo moral.E olha que eu nunca fui moralista de carteirinha e os meus filhos mais novos estão com vinte e oito anos, portanto o conteúdo destes programas já não os atinge.Eu tenho até uma sugestão para o ministro da educação: Que ele libere totalmente o \"palavrão\", inclusive no horário nobre , mas que antes , crie uma taxa dupla , de R$1.000,00, por palavrão dito no ar, que deverá ser paga por ambos, o que proferiu o palavrão e o proprietário da emissora, como todos sabemos, quando se mexe no bolso do cidadão ele refreia ate o mais comezinho dos seus ímpetos e com absoluta certeza os canais de televisão irão ponderar se compensa ou não assumir os custos da boçalidade de muitos participantes de seus programas.Quero lembrar ao Sr. ministro da educação que o montante arrecadado deverá ser colocado num fundo à ser criado para pagar melhor os professores competentes e que aceitem mudar o statos quo.

    Asdrubal em 04/08/2012 as 18:20

    Dei uma passada no R7 para ver outras \"notícias\" da tal colunista e percebi o quão tendenciosa é essa pessoa.
    Vejam por exemplo que depois da briga protagonizada por Adriane Galisteu com a amiguinha da colunista, Ana Hickman ocorreu a seguinte postagem : diretor abandona programa da Galisteu pq não dá ibope de jeito nenhum...
    Agora não vi nada a respeito da falta de ibope das novelas e programas da Record.
    Caso a nota seja realmente falsa, ela deveria pagar uma multa muito maior que essa , pq é uma vergonha uma pessoa ganhar dinheiro difamando as outras.
    Ela poderia aproveitar seu blog para falar mais da vida dela! Agora gente, será que ela tem o que falar, ou quem queira saber?

    erica em 04/08/2012 as 09:56

    Eu também sou contra certos jornalistas ficarem difamando as pessoas, assim como difamaram o Bispo Macedo que teve que durante dez anos enfrentar a justiça e no final o processo ser arquivado por falta de provas. E estes mesmos jornalistas nem sequer postaram uma notinha se quer sobre o encerramento do porcesso. Aliás, pimenta nos olhos dos outros é açucar. Outro aspecto que analiso também é que o portal R7 não tem nada a ver com os evangélicos. É apenas uma empresa do grupo Record e as pessoas que ali trabalham não são evangélicas e nem são obrigadas a serem para ali trabalharem. As pessoas que fazem este tipo de associação não passam de meros ignorantes. Não tenho nada contra o ex-jogador Rai e muito menos ainda contra o jornalista Zeca Camargo. As suas opções sexuais são problemas seus, assim como nós, em sermos evangélicos. É problema nosso. O pior de tudo isto é que tem muitos \"de qualquer religião\'\' por aí se passando por evangélicos ou crentes, fazendo um monte de asneiras e usam o nome da nossa fé. Os verdadeiros não se esconde nas carapuças dos outros. Os verdadeiros se assumem e não tem vergonha de serem chamados de crentes ou evangélicos. Os verdadeiros são verdadeiros por terem coragem de ser o que são... Somos de Deus e do Deus Vivo...

    Julio Sarmento em 04/08/2012 as 02:21

    Só acho que o valor indenizatório mencionado é pouco, pela notoriedade de ambos e pelos meios de comunicação coniventes com a difamação. Os danos morais nesse caso deveriam ser ber maiores. O que não se caracterizaria enriquecimento ilícito, por que ambos já são e certamente seria uma grande lição, tanto para a jornalista que quis fazer fama e teve, só que como vilã, a R7, que vem de uma cultura \"evangélica\" que deveria primar pela ética, mas que prefere mais o sensacionalismo e a todos os demais outros meios que pegaram carona na manchete para tirarem a sua casquinha de acessos em seus blogs e sites e em possíveis canais para o aumento de audiência. Tais envolvidos na divulgação devem ser punidos sim. Torço para que a justiça haja eficazmente nesse caso e que tanto os advogados saibam explorar a gravidade da situação e o juiz seja justo ao decretar a devida pena a pagar, não só com dinheiro para pesar no bolso, mas com função social também para elevar o grau de reflexão dessas \"pessoas\".

    Denison em 04/08/2012 as 01:45

    eu não entendo como pessoas passam anos estudando para no final se tornarem profissionais de quinta categoria sem o menor compromisso com a ética, e o respeito ao seu semelhante. destruindo vidas e causando mal estar as pessoas levianamente em nome da liberdade de imprensa!!!!!

    debora rigoud em 04/08/2012 as 00:20

    BEM SE É CALUNIA A JUSTIÇA FEZ CERTO EM AGIR. ESSES JORNALISTAS NÃO PODEM SAIR POR AI DIFAMANDO AS PESSOAS COM MENTIRAS E CALÚNIAS SEM FUNDAMENTO,ISSO PODE DESTRUIR NÃO SÓ A IMAGEM DE UMA PESSOA PÚBLICA COMO TAMBÉM ACABAR COM UMA FAMÍLIA! ESPERO QUE SIRVA DE LIÇÃO PRA ESSA IMPRENSA QUE INVENTA E E DIVULGA NOTÍCIAS FALSAS.

    JOLIE em 03/08/2012 as 21:50

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.