Boxeadora que teria matado criança é presa - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Polícia

Boxeadora que teria matado criança é presa

Menina foi morta a socos em Praia Grande.

G1 08 Setembro de 2012 - 12:25

Foto: Reprodução/TV Tribuna

Adolescente assassinada em Praia Grande, SP

Adolescente assassinada em Praia Grande, SP

Elizabeth Fernandes dos Santos, suspeita de matar a socos a jovem Ana Beatriz de Souza, foi levada na madrugada deste sábado (8) para a Delegacia Sede de Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ela foi presa na noite desta sexta-feira (7) em Guarulhos, na Grande São Paulo.

O crime ocorreu no mês de junho em Praia Grande. Ana Beatriz, de 13 anos, foi morta dentro da própria casa, no Jardim Anhanguera. A mãe da menina, Ana Luiza Ferreira, e o ex-marido dela, José Bento de Souza, já estão presos. Eles são suspeitos de participar do crime junto com a companheira da mãe da menina, Elizabeth Fernandes dos Santos. O corpo da menina foi encontrado na Via Anchieta, que faz a ligação entre a Baixada Santista e a região metropolitana de São Paulo, com várias fraturas e ferimentos pelo corpo, além de sinais de esganadura.

Os investigadores de Praia Grande suspeitavam que Elizabeth teria fugido para Guarulhos. A Policia Militar recebeu uma denúncia anônima que levou à residência em que Elizabeth estava escondida nesta sexta-feira. O caso foi registrado no 7º Distrito Policial de Guarulhos.

Durante a madrugada, uma equipe da Polícia Civil de Praia Grande subiu a serra para trazer a suspeita para a Baixada Santista. Ela foi encaminhada para a Delegacia Sede da cidade. Na segunda-feira (10), Elizabeth será levada para o 1º Distrito Policial e depois deve ser encaminhada para a Cadeia Feminina de Santos. Durante a semana, também está prevista uma nova reconstituição do crime.

Segundo informações da Polícia Civil, a mãe de Ana Beatriz, Ana Luiza Ferreira, foi transferida para o Presidio Feminino de Tremembé, no interior de São Paulo.

Adolescente assassinada em Praia Grande, SP (Foto: Reprodução/TV Tribuna)Adolescente assassinada em Praia Grande, SP
(Foto: Reprodução/TV Tribuna)

Cartas de Ana Beatriz
A menina de 13 anos deixou duas mensagens em um caderno escolar poucos dias antes de morrer em Praia Grande.Uma das cartas seria entregue para Ana Luiza Ferreira, mãe da vítima, e a outra para Elizabeth Fernandes dos Santos, suspeita de ser a assassina.

Os dois bilhetes estavam em um caderno, que foram encontrados na mochila deixada ao lado do corpo da menina. Em uma das cartas, que seria entregue para a mãe, Ana Beatriz de Souza afirma, entre outras coisas, que se sente uma intrusa na família. Já na outra, que seria entregue para Elizabeth, a criança afirma gostar muito da namorada da mãe.

Reconstituição do crime
A mãe da vítima, Ana Luiza Ferreira, participou de uma reconstituição do assassinato da adolescente há um mês. De acordo com ela, o crime aconteceu quando um outro filho, de 7 anos, dormia em um quarto em frente ao local do assassinato. "Ela alegou que houve uma discussão muito forte entre a filha dela e a Elizabeth, que é namorada da Ana Luiza. A Elizabeth, teria agredido a filha dela com socos até a morte. Ela disse que tentou afastar a amante, mas não conseguiu. A reconstituição serviu para mostrar como a mãe foi omissa", explicou Luiz Evandro Medeiros, delegado responsável pelo caso.

Depois de ter visto a filha morta, Ana Luiza foi até o carro buscar um cobertor para esconder o cadáver. Durante a reconstituição, uma pequena fogueira foi encontrada nos fundos da casa com várias roupas queimadas e um anel. A polícia acredita que o trio pretendia enterrar a menina dentro da própria casa, ao invés de jogar o corpo na estrada.

Carta:

“Mãe, não sou uma boa filha, mas não estou fazendo essa carta para que você chore ou fique com pena, só quero que saiba que eu te amo muito. Mesmo não acreditando. Sou sua filha, mas às vezes sinto como se fosse uma intrusa nessa família. Mesmo assim te amo e gosto muito de você, da Beth e do Luiz. Desculpa por ser assim tão desobediente, é meu jeito”.

“Beth, sei que tenho te tratado muito mal, mas quero que saiba que não é porque não gosto de você, mas sinto que às vezes sou intrusa. Fico muito sozinha e estressada. Mas eu gosto muito de você e sei que sente saudade das suas filhas”.

Comentários


  • em 12/09/2012 as 20:21

    e saposoa nao tei amo propio em 10/09/2012 as 16:40

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.