Redação foi sobre movimento imigratório para o Brasil no século 21 - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Noticias

Redação foi sobre movimento imigratório para o Brasil no século 21

Migração de haitianos em busca de emprego e de europeus à procura de empreendimentos podem ser explorados no texto

04 Novembro de 2012 - 15:01

Foto: Agência ONU

A vinda de haitianos ao Brasil pela região Norte  é uma dos exemplos da imigração no Brasil no século 21

A vinda de haitianos ao Brasil pela região Norte é uma dos exemplos da imigração no Brasil no século 21

O Ministério da Educação (MEC) divulgou por volta das 14h deste domingo o tema da redação da edição de 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). "O Movimento Imigratório para o Brasil no Século 21" foi a proposta apresentada aos estudantes na prova que teve início às 13h. Além da redação, os estudantes têm cinco horas e meia para responder a 90 questões de linguagens e matemática.

Neste ano, houve mudanças na metodologia de correção da prova de redação. Também a partir desta edição, os candidatos passam a ter acesso ao espelho da correção para fins pedagógicos.Como ocorria nas edições anteriores, a redação será examinada por dois corretores, sem que um conheça a nota atribuída pelo outro. Agora, caso haja diferença na nota final superior a 200 pontos, o texto será lido por um terceiro corretor. Antes, isso ocorria quando a discrepância entre as duas primeiras notas superava os 300 pontos.

Também a partir deste ano, será acionada uma banca examinadora de excelência caso a diferença entre as notas dos três avaliadores permaneça superior a 200 pontos. Composta por três professores, a banca será responsável pela atribuição da nota final ao participante. O máximo é de 1 mil pontos e a nota final será a média aritmética das notas atribuídas pelos avaliadores.

Na correção da redação, cinco competências são avaliadas: domínio da língua portuguesa; compreensão do tema proposto; capacidade de selecionar e organizar ideias; conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e elaboração de proposta para o problema abordado.

Na hipótese de a nota do primeiro corretor ser de 640 pontos e a do segundo, 480 - diferença inferior a 200 pontos -, a nota final da redação desse candidato será a média aritmética das duas. No entanto, caso a nota de um corretor, na competência 1, seja 160 e a de outro, 40, a redação será encaminhada ao terceiro avaliador. Se a terceira nota, nessa competência, se aproximar daquela atribuída por um dos dois corretores anteriores, não haverá necessidade da banca examinadora. A avaliação mais baixa será eliminada.

O estudante terá nota zero na redação se fugir ao tema proposto, apresentar estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo, entregar folha em branco, com sete linhas ou menos, copiar os textos motivadores e reproduzir impropérios, desenhos ou palavras de desrespeito aos direitos humanos.

Comentários


  • O Brasil vem recebendo uma imigração de baixo nível nestes últimos anos, no caso, bolivianos, peruanos e agora , uma massa de haitianos, sem dimensionar as consequências sociais de tal fato. A sociedade brasileira não tem o mínimo suporte para tal imigração, temos um mercado de trabalho precário com baixos salários e que acaba sendo aviltado por tal tipo de imigração. Estas pessoas são de alguma forma exploradas por empresários inescrupulosos, não ganham o suficiente sequer para sobreviver e somam mais problemas sociais para uma sociedade já farta de tanta pobreza e miséria. O governo Dilma , como o PT, visam sempre faturar politicamente, com a miséria alheia, o assistencialismo mais chulo, tipo estas bolsas misérias dão dividendos políticos sem mudarem nada do ponto de vista social. O Haiti , no caso, precisa de água potável para a população, energia elétrica, coisas elementares para qualquer desenvolvimento. Estas questões o Brasil não resolve, prefere importar problemas sociais de outros países para faturar politicamente aqui. Governos esquerdistas são bons apenas em socialização da miséria, e não basta socializar a nossa miséria, podemos sempre importar também a miséria alheia.


    Paulo Roberto da Silva Alves. R. Domingos Ferreira 28/1002. Copacabana/Rio. telef. 021-25475760.

    paulo roberto da silva alves em 10/02/2013 as 11:57

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.