Não dá para gastar o pouco recurso que temos com festa, diz prefeito da Barra - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Política

Não dá para gastar o pouco recurso que temos com festa, diz prefeito da Barra

A medida, entendida como acertada por todos os secretários e comerciantes, visa preservar os cofres públicos

18 Janeiro de 2013 - 11:22

Foto: Reprodução

Zezeco, prefeito da Barra de São Miguel

Zezeco, prefeito da Barra de São Miguel

Os caos administrativo atingiu muito municípios do interior alagoano e alguns chegaram a decretar estado de emergência. Esse não foi o caso da Barra de São Miguel. Mas, ainda assim, a situação não está nada fácil.

E, diga-se, a crise que afeta algumas prefeituras irá atingir diretamente a programação das festas carnavalescas em 2013.

Na Barra de São Miguel, cidade bastante procurada por alagoanos e turistas para curtir os quatro dias de festa momesca, o prefeito José Medeiros Nicolau, o Zezeco (PP), decidiu, em reunião com barraqueiros e Secretaria Municipal de Turismo que, neste ano de 2013, a festa não contará com shows noturnos que duravam até o amanhecer.

A medida, entendida como acertada por todos os secretários e comerciantes, visa preservar os cofres públicos para que seja possível reequilibrar as contas e colocar a cidade nos trilhos da normalidade. Com isso, a programação do Carnaval será apenas das 16 às 22 horas.

Um evento como esse costumava atrair mais de 50 mil pessoas por dia, o que custa muito caro para uma cidade com apenas oito mil habitantes e a menor arrecadação do Estado, principalmente pelo momento, segundo o prefeito, de extrema responsabilidade.

“Não dá pra sair gastando o pouco recurso que temos com festa nesse momento. Seria uma imprudência de minha parte autorizar qualquer tipo de despesa que fuja do essencial, do necessário, do urgente. Estamos com apenas dezoito dias no comando da cidade e já conseguimos avanços que há anos a população não via e esses avanços e melhorias não podem parar por conta de quatro dias de carnaval”, afirmou Zezeco.

De acordo com a Secretaria de Turismo, durante o dia, a partir das 10 horas da manhã, terão diversos desfiles de blocos com orquestras e trios, todos de iniciativa privada ou das comunidades. Às quatro da tarde começará o carnaval oficial na praça de eventos com Trio Elétrico (cedido gratuitamente pelo prefeito) e duas bandas por dia.

Questionado sobre o carnaval do próximo ano, o prefeito foi enfático em dizer que com as contas públicas equilibradas e com os serviços essenciais como saúde, educação, limpeza e segurança funcionando bem, a Barra voltará a ter o maior carnaval de Alagoas.

Comentários


  • Palmas para o novo prefeito que resolveu dar prioridade ao controle da prefeitura e assim, poder atender os anseios de todos os munícipes e não de 4 ou 5 que quer passar a noite/madrugada, pulando. Só se gasta aquilo que se tem.

    Observador em 19/01/2013 as 18:32

    PARIPUEIRA SE LASCOU, VAI FICAR TOPADA DE GENTE, EITA ALAGOAS QUANDO NAO É 8 É 80. PUTA QUE PAR..........

    FARIAS em 19/01/2013 as 15:05

    VAI COLOCAR MAIS DINHEIRO NO BOLSO DOS AMIGOS E FAMILIARES DELE , QUE IRAO PROMOVER O CARNAVAL PAGO DA BARRA , PREFEIRO SABIDINHO

    VANE em 19/01/2013 as 14:15

    BOA AÇÃO!
    REALMENTE É MELHOR TERMOS UMA CIDADE ESTRUTURADA VISANDO A NECESSIDADE DO CIDADÃO BARRENSE!

    CLEY em 19/01/2013 as 11:17

    Gostei! Melhor assim, carnaval da Barra deixou de ser bom tem uns anos. Falta energia, falta água, a cidade fica um lixo, a praia poluída, sem contar que a segurança é quase zero. Melhor mesmo investir nessas questões essenciais. Estruturar antes.

    Mulher em 18/01/2013 as 17:41

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.