População fecha avenida após morte de ciclista atropelado no Barro Duro - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Cidades

População fecha avenida após morte de ciclista atropelado no Barro Duro

Trânsito na Juca Sampaio foi totalmente interrompido; vítima foi atingida por moto e carro

13 Abril de 2013 - 20:34

Foto: Breno Airan - Arquivo

Moradores do bairro Sítio São Jorge, em Maceió, atearam fogo em pneus e pedaços de madeira para bloquear as avenidas coronel Salustiano Sarmento, na entrada do São Jorge, e Juca Sampaio, no Barro Duro. Eles protestavam por melhorias no trânsito da região após a morte de um ciclista atropelado na noite deste sábado (13).

O acidente aconteceu na ciclovia da avenida Juca Sampaio em frente à entrada da Salustiano Sarmento. O entregador José Edvânio dos Santos, de 39 anos, foi atingido por uma motocicleta quando se dirigia à casa de um cliente no Sítio São Jorge, onde a vítima também morava. O entregador, que trabalhava para uma revenda de água mineral e gás de cozinha, caiu na pista e acabou sendo atingido por um carro.

Tanto o motociclista que atingiu o entregador quanto o motorista que o atropelou depois da queda fugiram do local sem prestar socorro. As placas não foram anotadas. A população ficou revoltada com o ocorrido e decidiu protestar. O trânsito nas duas avenidas ficou totalmente interrompido.

Guarnições do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE) e do Gerenciamento de Crise da Polícia Militar e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) foram acionadas para tentar convencer a população a desbloquear a via. O Corpo de Bombeiros também foi chamado para controlar as chamas nos entulhos jogados no meio da avenida.

Por volta das 21h a via havia sido liberada. O Instituto de Criminalística foi chamado para realizar uma perícia no local do acidente. O corpo de José Edvânio foi recolhido em seguida pelo instituto Médico Legal. O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Acidentes da capital.

Comentários


  • Gente, como vocês já sabem no dia 13 /04 deste ano, aconteceu um fato que eu não esperava. Gostaria de esclarecer alguns pontos sobre o acontecido que não são verdades.

    - Em primeiro lugar quero dizer para os familiares do senhor que acabou morrendo após o acidente na Av. Juca Sampaio (barro duro), próximo ao São Jorge neste ultimo sábado, que assim como eles estou muito sentido e abalado com o acontecimento.
    - O acidente não aconteceu na ciclovia, foi próximo, mas ainda foi na pista, o local estava muito escuro.
    Não tenho certeza se o ciclista viu a moto, ele estava atravessando a pista, e colocou a bicicleta na direção da moto ,eu tentei desviar, foi tanto que a moto não bateu no meio da bicicleta bateu na parte da frente (local onde se coloca águas etc).
    Depois que a moto bateu na bicicleta eu consegui equilibrar a moto e parei a uns 100 metros do acidente, e só aí eu voltei caminhando ao local do acidente para prestar socorro, pois eu tinha certeza que não tinha acontecido nada muito grave com o ciclista. Até chegar no local, ouvi e vi as pessoas ligando para a samu, dizendo que uma moto bateu em um senhor e logo em seguida o carro o atropelou... aí escutando isso, eu entrei em desespero, ia até falar que era o rapaz da moto, mas tive medo de ser linchado pois na maioria dos casos de acidentes onde há mortes, a família e as pessoas, sempre querem linchar sem saber o que realmente aconteceu, por esse motivo eu sai do local e fui para casa, pra de lá ir na delegacia.
    Então ao chegar em casa fui a delegacia, e me apresentei ao delegado, e expliquei tudo o que tinha acontecido sobre o fato. Ele me liberou e disse que a delegacia de trânsito irá entrar em contato comigo para prestar mais esclarecimentos.

    -Gente, eu estou muito abalado e ainda por cima tem algumas pessoas passando na rua que moro querendo me matar ,isso é frustante ,não desejo isso pra ninguém ,eu não tive intenção de bater na bicicleta e muito menos que o carro atropelasse o senhor.
    Para a família quero em poucas palavras dizer que sinto muito, e dar meus sinceros pêsames pela morte do ente querido e também que estou a disposição para o que for preciso ,se precisarem de alguma ajuda com gastos ou coisas desse tipo estou a disposição para ajudar ,esse é meu numero 88037624 pode ligar
    Att: Rosenildo Oliveira

    Rosenildo em 15/04/2013 as 17:23

    Enquanto isso, o assassino está numa boa: livre, leve e solto

    Carlos em 14/04/2013 as 23:14

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.