Médicos apostam na espiritualidade para ‘cura’ de vícios - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Cidades

Médicos apostam na espiritualidade para ‘cura’ de vícios

Relação surgiu a partir da ausência de respostas da medicina tradicional em situações como a dependência química

/ Tribuna Independente 01 Jun de 2013 - 08:11

Foto: Divulgação

Congresso Médico-Espírita promove, em Maceió, debate sobre cura de doenças e espiritualidade

Congresso Médico-Espírita promove, em Maceió, debate sobre cura de doenças e espiritualidade

Pouco se pode dizer acerca dos avanços que a medicina tradi­cional registrou no sentido do tratamento de depend­entes químicos no país. Por conta dessa lacuna, médicos de todo o mundo têm encontrado na espiritu­alidade os bons resultados que a tradicional prática médica não tem alcançado.

De acordo com o psiquia­tra Roberto Lúcio Vieira de Souza, vice-presidente da Associação Médico-Espíri­ta do Brasil, os trabalhos voltados ao tratamento de dependentes químicos que mostram melhores resulta­dos têm ligação com a espi­ritualidade, porém, alguns tratamentos, ainda assim, acabam frustrados na medi­da em que o paciente, de al­gum modo, é desestimulado da prática espiritual.

“O grande problema que encontramos é que muitas vezes a pessoa busca uma crença religiosa e não uma transformação interior real. Há muitos grupos religiosos que levantam que se você aderir a determinado tipo de crença, isso vai mudar sua vida e te tirar do vício. Isso não é verdade. Sabemos que as pessoas, para conseguir esse resultado, elas preci­sam de uma transformação interior e só assim elas con­seguem se sustentar”, disse o médico.

Roberto Lúcio garante, baseado em livros e pesqui­sas, que quem tem constante prática espiritual - mais do que crença religiosa - tem uma condição de saúde me­lhor que as demais pessoas. Segundo ele, os hábitos das pessoas espiritualizadas são mais saudáveis e elas se expõem menos a comporta­mentos de riscos.

“Entre essas pessoas, são menos aceitos abusos de substâncias nocivas à saúde. Elas também têm um cuida­do alimentar e hábitos mais voltados à questão da saúde, além da autoestima eleva­da, pois essas pessoas têm um marcante envolvimento social em suas comunidades e acabam convivendo com energias superiores, que transcendem à realidade da vida física e isso lhes dá uma condição de bem-estar e de saúde maiores ”, explicou.

Bem-estar pode prevenir e até curar doenças, diz AME

A Associação Médico-Es­pírita do Brasil (AME) avalia que é importante frisar que há diferença entre religiosi­dade e espiritualidade. Esta última estaria num patamar superior a outra, no sentido de que não há necessidade da crença em Deus para ter uma vida de comportamen­tos éticos e morais diante da sociedade. Para o psiquiatra Roberto Lúcio Vieira de Sou­za, vice-presidente da AME, a postura espiritual é mais importante que a postura re­ligiosa.

Segundo o vice-presi­dente, não existe um hall exemplificativo de doenças e hábitos que poderiam ser evitados com o exercício da espiritualidade, mas a pre­venção e até a cura de vários deles é possível através da melhora da condição íntima de cada pessoa. Isso se daria, inclusive, com o exercício da paciência e da tolerância, há­bito que traria boas vibrações e o afastamento de mazelas.

“Experiências realizadas com pessoas que têm prática no campo da espiritualida­de, tipo meditação e oração, mostram que a atividade ce­rebral delas é mais positiva. Elas têm um maior controle da raiva, do medo, do senti­mento de culpa, e conseguem atingir as áreas cerebrais que ativam o bem-estar de uma maneira mais intensa”, disse.

A abertura no campo de pesquisas envolvendo técni­cas espiritualizadas para o tratamento de doenças foi e é usada por diversas universi­dades conceituadas do país, a exemplo da USP, de São Paulo. Porém, mesmo assim, ainda há forte resistência da classe médica em relação a esse tipo de pesquisa.

O tema em questão é dis­cutido no 9° Congresso Na­cional Médico-Espírita do Brasil que segue até as 19 horas deste sábado, no Cen­tro de Convenções de Ma­ceió.

Abaixo, a programação de hoje.

AUDITÓRIO ASCLÉPIUS

8h30 – 10h30

PAINEL: A VISÃO DO SER HUMANO INTEGRAL 

a)     Espiritualidade e Doença Cardiovascular: Racionalidade para avaliação do novo paradigma, Álvaro Avezum

b)    Doença Aterosclerótica: o que existe além dos genes? Ricardo Santos

c)       As emoções e a repercussão no sistema mente- corpo com ênfase nas doenças cardiovasculares, Antônia Marilene da Silva

Transplante Cardíaco e Diagnóstico de Morte Encefálica: Marco Antonio Cardoso dos Santos

11h-13h

ESPIRITUALIDADE E TERAPIA COMPLEMENTAR

a) O Poder da Palavra como instrumento de Cura, Eurico Medeiros Junior

b) Aspectos Neurofisiológicos no momento da Prece, Alexandre Serafim , professor UNITAU

c) Visualização terapêutica e meditação conforme as técnicas desenvolvidas por Gerald Epstein e Herbert Benson, Gilson Luis Roberto

d) Eficácia do tratamento com os Passes, Edson G. Tristão

 14h30 – 16h30

ESPIRITUALIDADE E TERAPIA COMPLEMENTAR

a)Institutos de Saúde: Assistência-Benemerência e Pesquisa científica das AMEs,  Luis Gustavo Mariotti

b)A Experiência da Capelania no Hospital Unimed em Piracicaba, Alexandre Anéfalos

c)O Trabalho de Capelania do HC de São Paulo, Elisabeth Nicodemos

 d) O trabalho do médico espírita e a medicina complementar no Centro de Apoio ao Paciente com Câncer – CAPC, Rosane Gonçalves

17h - 19h: SOLENIDADE DE ENCERRAMENTO

PAINAL: AMOR – LUZ BENDITA INTEGRANDO CIÊNCIA E RELIGIOSIDADE À EDIFICAÇÃO DAS BASES DO MUNDO REGENERADOR

Amor e Sabedoria, as duas asas do ser integral, André Luiz Ramos

Rumo à Consciência Cósmica, Marlene Nobre

AUDITÓRIO HAHNEMANN

8h30 – 10h30

A CONSTRUÇÃO DA ESPIRITUALIDADE NA SAÚDE

a)Pensamento e Vontade: Instrumentos do Espírito para a construção da felicidade", Samira Turconi

b)Fé, Esperança e Encorajamento, alavancas indispensáveis à Saúde Integral, Taciana Lima

c) A Prática da Caridade como meio de vencer padrões mentais doentios, Maria Carolina Porto

d) O Profissional da Saúde e a Construção da Paz, Anahy Fonseca

 11 h – 13h

MESA REDONDA: ENSINO DO PARADIGMA MÉDICO-ESPÍRITA NA UNIVERSIDADE

a)      Grade curricular: Curso de Medicia e Espiritualidade na Faculdade de Uberaba Maria de Fátima Borges

b)    Curso de Medicina e Espiritualidade na Faculdade de Medicina Monteiro Lobato, Gilson Luis Roberto

c)     Curso de Medicina e Espiritualidade na Faculdade de Medicina do Ceará, Eliane de Oliveira

14h30 – 16h30

TEMAS LIVRES

AUDITÓRIO WILLIAM

TEMA CENTRAL: OS DESAFIOS DA PESQUISA CIENTÍFICA
8h30 – 10h30 - PAINEL: CTA X CTE
(Pesquisas da Faculdade de Veterinária da USP)
Presidente: Irvenia Prada; Relator: Decio Iandoli Jr.
a) Terapia Celular Aplicada a lesões medulares em cães , Carlos Alberto Sarmento

9h15 : DISCUSSÃO: INSTITUTOS DE SAÚDE
Giancarlo Lucchetti e Jorge Cecilio Daher Jr.
Conduzirão a discussão com todas as AMEs interessadas na Pesquisa Científica.

10h30: INTERVALO

11h -13 h: Pesquisa de Saúde e Espiritualidade
a) Estudo da ação do Pensamento como possível força na natureza, André Luiz Ramos

b) Perfil do tratamento espiritual realizado nos centros espíritas da cidade de São Paulo: Interface com o processo saúde e doença, Alessandra L. Granero

c) A influência do passe espírita no crescimento de culturas de bactérias, Giancarlo Lucchetti

14h30 – 16h30
PAINEL AME-INTERNACIONAL
a) Deus, Fé e Saúde, Fabio Villarraga (AME-Colombia)
b) Neuropsicoimunoendocrinologia e os Mecanismos de Doença e Cura, Sonia Doi (AME-EUA)
c) Da doença terminal à desencarnação: papel dos Cuidados Paliativos, Maria Paula Costa e Silva (AME - Portugal)

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.