Explosão de carro em posto de gasolina no RJ mata duas crianças - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Brasil

Explosão de carro em posto de gasolina no RJ mata duas crianças

Não há informações sobre o que teria causado a explosão; adulto ficou ferido

G1 13 Jun de 2013 - 00:01

Foto: Paul Robert Oliver/VC no G1

Carro ficou destruído com a explosão

Carro ficou destruído com a explosão

Duas crianças morreram e um homem ficou ferido, após um carro explodir em um posto de gasolina, na Rodovia Washington Luiz, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, nesta quarta-feira (12). Equipes da Concer, concessionária que administra a via, encaminharam o homem e uma das crianças para o Hospital de Saracuruna, em estado grave. Mas o menor não resistiu.

A explosão aconteceu no posto de gasolina Metta, que fica no número 14.355, próximo ao hospital. Segundo a Concer, o teto do estabelecimento ficou completamente destruído. O trânsito na via não apresentava retenções. Não há informações sobre o que teria causado a explosão.

Quatro pessoas estavam no veículo. Dois adultos primos, cada um com seu filho. Um deles, que conduzia o veículo, está ferido no Hospital de Saracuruna. O outro, que estava no banco carona, não ficou ferido.

Segundo Joice Rocha, advogada do posto de gasolina, em relatos informais a perícia informou que o cilindro do veículo estava em péssimas condições e enferrujado. Ela esteve no local para prestar condolências à família.

O diretor administrativo Paulo Roberto Almeida, de 48 anos, mora próximo do acidente e abastece seu carro no posto de gasolina há três anos. "Tinha acabado de abastecer, estava saindo e tive a impressão de  que tinham batido no meu carro. Vi pelo retrovisor que houve a explosão", disse.

De acordo com um bombeiro, a bomba de gás estava intacta e não foi verificado problema algum nela. Depois do acidente, o abastecimento no posto não foi desligado. Apenas a válvula em questão.

Edde Vasconcelos e Silva, funcionário da empresa MAT, disse que a companhia onde trabalha é uma das fornecedoras de cilindros do posto Metta. Assim que soube do acidente, ele foi ao local, mas não conseguiu descobrir se a explosão foi no cilindro fabricado pela MAT. Ele ressaltou a importância de fazer um novo teste no cilindro após cinco anos de fabricação.

“A explosão pode acontecer por vários motivos. O mais importante é saber se o cilindro estava em condições de uso. E aí entram alguns fatores. Depois da data de fabricação é preciso ser feito um novo teste até cinco anos depois. Não temos como saber nada ainda e estamos aqui até para poder ajudar a policia na investigação”, falou Edde.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.