Comissão vai debater IDH dos Estados da Amazônia Legal - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Política

Comissão vai debater IDH dos Estados da Amazônia Legal

Marinho informou que o objetivo da audiência será promover a igualdade

25 Outubro de 2013 - 10:35

Foto: Divulgação

A Amazônia Legal abrange os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão e do Mato Grosso.

A Amazônia Legal abrange os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará Rondônia, Roraima, Tocantins e parte do Maranhão e do Mato Grosso.

A Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia vai realizar audiência pública, na quarta-feira (30), com a diretora do Centro de Estudos de Pesquisa Aplicadas (Cepa) da Fundação João Pinheiro, Elisa Maria Pinto da Rocha, para debater o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos estados daAmazônia Legal (AML).

O deputado Zequinha Marinho (PSC-PA), que pediu o debate, ressalta que o Relatório sobre o Desenvolvimento Humano no Brasil - elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud/96) -, relata que há duas Amazônias, uma na faixa do desenvolvimento médio com IDH na faixa de 0,7 e 0,8, que compreende os estados de Mato Grosso, Rondônia, Amazonas, Roraima e Amapá. Outra, na faixa inferior a 0,7, que abrange os estados do Pará, Acre, Tocantins e Maranhão.

Níveis de escolaridade
Estados como Amapá e Roraima apresentam um dos melhores níveis de escolaridade e IDH da região, embora sejam os que apresentam menores Produtos Internos Brutos (PIBs) da Amazônia Legal, em termos absolutos. Por outro lado, o Pará, que possui o maior PIB da AML e a maior participação no PIB nacional, apresenta indicadores bem mais modestos, superando apenas os estados do Acre e Maranhão.

Marinho informou que o objetivo da audiência será promover a igualdade, principalmente em regiões de difícil acesso. “Certamente, os gastos sociais têm um peso significativo na determinação desses indicadores. De fato, enquanto os gastos em educação e saneamento representam 20,2% e 21,1% do PIB de Roraima, no Pará esses mesmos gastos representam 3,6% e 5,3%, respectivamente”, afirmou Zequinha. 
A audiência será realizada às 11 horas, no Plenário 15.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.