Bombeiros encerram buscas por modelo desaparecida no Pará - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Brasil

Bombeiros encerram buscas por modelo desaparecida no Pará

Fernanda Nascimento, de 20 anos, sumiu após sair para um passeio de moto aquática na ilha de Cotijuba

G1 13 Dezembro de 2013 - 21:07

Foto: Reprodução

Fernanda Nascimento desapáreceu há uma semana em Cotijuba

Fernanda Nascimento desapáreceu há uma semana em Cotijuba

Uma semana após o desaparecimento da dançarina Fernanda Nascimento, de 20 anos, o Corpo de Bombeiros decidiu encerrar a busca pela jovem que desapareceu depois de sair para um passeio de moto aquática na ilha de Cotijuba, distrito de Belém.

O irmão dela, Rodrigo Trindade, disse que a família vai continuar procurando por Fernanda. “Nossos amigos e nossa família vai continuar na busca até a gente poder achar alguma evidência, poder achar a nossa irmã viva ou morta”, disse.

O piloto, Lauro Sérgio da Silva, de 50 anos, sobreviveu. O advogado dele conta que o casal usava coletes e que Lauro é um piloto experiente e continua abalado com o que aconteceu.

“Ele nadou em diagonal para tentar chegar à última beira de Cotijuba. Nadou aproximadamente duas horas até onde deu pé, ele começou a vomitar, chegou na praia e desmaiou. Ele vinha com bermuda e foi encontrado só de sunga”, disse Antônio Neto, advogado.

Trinta bombeiros estavam se revezando na tentativa de localizar a dançarina, mas as buscas foram encerradas. De acordo com a corporação por enquanto não há o que fazer porque não surgiu uma informação nova sobre o caso que justifique a continuidade das buscas.

“Ela pode ter ficado presa e não ter vindo à tona e também, pela extensão da baía, pode não ter sido localizada, é uma probabilidade”, disse Tenente Coronel Ribamar Freitas.

Investigações

Um inquérito policial foi aberto na última segunda-feira (9), pelo delegado Ocimar Nascimento, da Seccional Urbana de Icoaraci para investigar as circunstâncias que levaram ao desaparecimento da dançarina e modelo Fernanda Trindade do Nascimento.

Até o momento, seis testemunhas foram ouvidas. Essas pessoas prestaram informações que podem ajudar a esclarecer de que forma aconteceu a queda da jovem nas águas da baía do Guajará.

A moto aquática era pilotada por um amigo da modelo, que deve ser ouvido em inquérito na próxima semana. De acordo com a Capitania dos Portos, o piloto do moto aquática estava habilitado e o veículo estava regularizado junto à corporação marítima. 

De acordo com o delegado, serão ouvidas mais pessoas que tinham relações próximas com a modelo, o dono da moto aquática responsável em fornecer o veículo ao piloto, entre outras pessoas.

O inquérito tem prazo de até 30 dias para ser concluído, com possibilidade de ter o prazo estendido para mais 30 dias, caso necessário, para dar continuidade às investigações.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.