Ativista do Greenpeace que ficou presa na Rússia retorna ao Brasil - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Noticias

Ativista do Greenpeace que ficou presa na Rússia retorna ao Brasil

Ana Paula Maciel foi acusada de vandalismo na Rússia. Bióloga diz que está feliz em voltar, que não se arrepende e que ações vão continuar.

Jornal Hoje 28 Dezembro de 2013 - 13:14

Foto: Reprodução

A ativista brasileira do Greenpeace que ficou mais de dois meses presa na Rússia está de volta ao Brasil. Ana Paula Maciel foi acusada de vandalismo e ao desembarcar, disse que foi vítima de uma injustiça.

Ana Paula Maciel foi recebida com muitos abraços pela família e por um grupo de amigos no aeroporto Salgado Filho. Ela chegou neste sábado (28) no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, de onde seguiu para Porto Alegre.

“Foram 12 horas de viagem no avião da minha liberdade. A minha vida mudou, foi uma tremenda injustiça o que aconteceu, uma tentativa frustrada de calar os protestos pacíficos e a liberdade de expressão. Eu espero que o mundo tenha aprendido com isso porque nem os russos esperavam a reação do mundo para nos libertar, para nos proteger”.

Ana Paula embarcou na sexta-feira (27) em São Petesburgo, na Rússia, depois que o comitê de investigações do país concedeu anistia para integrantes do Greenpeace que eram acusados de vandalismo.

Ana Paula estava entre os 30 tripulantes de uma embarcação que foram detidos no ártico em setembro, quando tentavam subir em uma plataforma de petróleo. Segundo o Greenpeace, a empresa petrolífera ameaça o ecossistema da região.

A bióloga disse que está feliz em voltar para o Brasil e que não se arrepende pela ação que terminou com sua prisão.

Ana Paula pretende continuar defendendo o ártico. “Todas as ações vão continuar. Enquanto a gente não tiver um santuário no ártico, a gente não vai parar. Enquanto a gente não tiver nosso navio de volta, a gente também não vai parar”.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.