Polícia

16 Janeiro de 2014 - 21:14

Agentes penitenciários de Alagoas entram em greve no sábado

Reivindicação é o pagamento de uma bolsa auxílio de R$ 1 mil que não foi feito em janeiro
Da redação
Presídio Cyridião Durval em Maceió Reprodução Presídio Cyridião Durval em Maceió

Nesta quinta-feira (16), após reunião da categoria, os agentes penitenciários de Alagoas entraram em greve por tempo indeterminado, motivados pelo não pagamento de uma bolsa auxílio de R$ 1 mil, que deveria ter sido feito neste mês de janeiro. Os agentes devem cruzar os braços a partir do próximo sábado (18).

O valor que deveria ter sido implementado em janeiro foi acordado com o Governo de Alagoas em setembro de 2013, após a última paralisação. Além do não pagamento do valor, outras exigências dos agentes são melhores condições de trabalho e a realização de um concurso público, segundo Jarbas Souza, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindipen), relatou à imprensa.

A categoria afirma que só voltará à normalidade com todas as reivindicações cumpridas pelo governo.

Durante a greve

Várias atribuições normais dos agentes não serão executadas como os banhos de sol dos reeducandos e as visitas, que estarão suspensas até o final da paralisação.

A medida visa garantir, durante este período, a segurança dos presidiários e dos visitantes. A Superintendência Geral de Administração Penitenciária (SGAP) vai pedir à Polícia Militar que faça a proteção dentro dos presídios.

Comentários

  • agente

    em 17/02/2014 as 19:53

    "quando v isso vc ai deve ser um desse bandidinhos de mentigelas,porq vc nao vem e faz isso,garanto quem nao tem coragem,meu caro deixa de ser otario,quando vc vir parar aqui vc vai ser bem tratado,do geito que vc merece seu 200tao"

  • marcos

    em 17/01/2014 as 11:06

    "o que porra esses vagabundos querem agora?, já ñ chegar serem os ladrões dos ladrões e ainda querem receber mais do governo!. tem q pegar essas porras e matar tds!."

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.