Acidente em estádio da Copa no AM deixa operário em estado grave - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Brasil

Acidente em estádio da Copa no AM deixa operário em estado grave

Homem tentava desmontar guindaste ao lado da Arena; governador cancelou vistoria

G1 07 Fevereiro de 2014 - 14:38

Foto: Arquivo pessoal

Momento em que ambulância fez a remoção do operário

Momento em que ambulância fez a remoção do operário

Um operário da Arena da Amazônia, estádio de Manaus para a Copa do Mundo, sofreu um acidente, na manhã desta sexta-feira (7), ao tentar desmontar um guindaste usado para obras na cobertura do local. O homem, um português de 55 anos, foi levado para um hospital da capital. O estado de saúde da vítima é grave, segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com a assessoria da Unidade Gestora da Copa, o acidente aconteceu por volta de 8h em uma área do Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo), que fica ao lado do estádio. O operário foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul da capital e depois transferido para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste da cidade.

Operário teve traumatismo craniano (Foto: Camila Henriques/G1 AM)Operário teve traumatismo craniano (Foto: Camila Henriques/G1 AM)

Conforme o titular da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), Wilson Alecrim, o operário tem escoriações no ombro. No 28 de Agosto, os médicos constataram alterações na respiração da vítima e traumatismo craniano. Segundo o secretário, ele precisou ser transferido para o João Lúcio, porque a unidade de saúde é referencia em neurologia. "No momento, ele passa por tomografia. Se houver necessidade, pode passar por cirurgia e ficar na UTI [Unidade de Terapia Intensiva]", informou Alecrim ao G1.

O operário foi sedado por conta do traumatismo. A Susam deve emitir sobre o estado de saúde do homem ainda nesta sexta.

O governador do Amazonas, Omar Aziz, havia programado uma vistoria nas obras da Arena da Amazônia para 9h30 desta sexta, mas após a confirmação do acidente, a visita foi cancelada.

Acidente aconteceu por volta de 8h em uma área do Sambódromo, que fica ao lado do estádio (Foto: Alírio Lucas/G1 AM)Acidente aconteceu por volta de 8h em uma área do Sambódromo, que fica ao lado do estádio (Foto: Alírio Lucas/G1 AM)

Acidentes

No dia 28 de março, o operário Raimundo Nonato Lima Costa, de 49 anos, morreu ao se desequilibrar e cair de uma altura de cinco metros. Ele tentou passar de uma coluna para um andaime. A morte, segundo o Instituto Médico Legal, foi ocasionada por traumatismo craniano.

Na madrugada do dia 14 de dezembro de 2013, um operário morreu após cair de altura de 35 metros, no canteiro de obras da Arena da Amazônia. A vítima era Marcleudo de Melo Ferreira, de 22 anos, natural de Limoeiro do Norte, no Ceará. Ele trabalhava na montagem da cobertura do estádio.

No fim da manhã do mesmo dia, o operário José Antônio da Silva Nascimento, de 49 anos, morreu enquanto trabalhava nas obras do Centro de Convenções do Amazonas (CCA), ao lado da Arena da Amazônia. O complexo deverá integrar a estrutura que está sendo preparada para a realização da Copa do Mundo de 2014 em Manaus. Familiares da vítima reclamaram das condições de trabalho no local. A Agência de Comunicação do Amazonas (Agecom) confirmou a causa da morte por infarto.

Após as mortes, o Ministério Público do Trabalho iniciou uma série de vistorias nas obras do estádio e apontou uma série de irregularidades. Após o relatório do MPF, a Justiça do Trabalho interditou obras em alturas no período da noite.

Comentários


  • Seja o primeiro a comentar.

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.