Pato veste camisa de Ceni em apresentação no São Paulo - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014
Esporte

Pato veste camisa de Ceni em apresentação no São Paulo

Jogador vai assinar contrato após o primeiro encontro com a diretoria no CT da Barra Funda

UOL Esporte 11 Fevereiro de 2014 - 15:37

Foto: Divulgação

Alexandre Pato posa para foto com Rogério Ceni no CT

Alexandre Pato posa para foto com Rogério Ceni no CT

O São Paulo anunciou na tarde desta terça-feira a contratação do atacante Alexandre Pato, que chega por empréstimo até o fim de 2015 envolvido na troca pelo meia Jadson com o Corinthians. O jogador vai assinar contrato após o primeiro encontro com a diretoria no CT da Barra Funda. O vínculo só não foi firmado ainda porque há pendências contratuais com o Corinthians, que o clube admite, mas não revela.

Mais cedo, Pato fez exames médicos supervisionados pelo São Paulo em uma clínica na zona sul da capital paulista. Ele chegou ao CT às 13h, já trajando o uniforme de treino do clube e fez imagens promocionais. O atraso na assinatura do contrato pode fazer com que a apresentação do jogador, que era planejada para acontecer na manhã de quarta-feira, seja adiada. Recepcionado por Rogério Ceni, Pato treina com o elenco pela primeira vez ainda nesta terça-feira.

"Desejei as boas-vindas, de coração, e que ele vista a camisa do nosso time. Todos os jogadores que chegam para reforçar o São Paulo são sempre bem recebidos, e que ele dê o máximo para nos ajudar", disse Rogério Ceni.

O atacante chegou ao local dos exames acompanhado de um dos seguranças do São Paulo às 9h desta terça-feira, e não parou para falar com a imprensa. Aos 24 anos, ele troca de clube para o arquirrival depois de decepcionar em temporada ruim pelo Corinthians.

Por já ter feito cinco jogos pelo Corinthians no Paulistão, Alexandre Pato não poderá jogar o estadual pelo São Paulo. Sua estreia deverá acontecer no dia 12 de março, contra o CSA, pela primeira fase da Copa do Brasil.

O Corinthians terá a possibilidade de vender Alexandre Pato para qualquer outro clube durante o empréstimo do atacante ao São Paulo, porém o clube rival só será obrigado a liberar o jogador caso exista uma oferta de pelo menos 15 milhões de euros (R$ 49 milhões). Este foi o montante pago ao Milan pela contratação, há pouco mais de um ano. Caso o Corinthians receba, até o fim de 2015, propostas de valor inferior, caberá aos dois clubes analisarem se a venda vale a pena, sem obrigação do São Paulo de romper o empréstimo. O clube do Morumbi ainda pode ganhar dinheiro no negócio. Em janeiro de 2015, a cláusula cai para 10 milhões de euros.

O contrato de empréstimo prevê que o São Paulo tenha direito a 10% do lucro de toda a operação corintiana por Alexandre Pato - incluindo a compra do jogador junto ao Milan, no início de 2013 - caso a proposta seja superior a 15 milhões de euros. Ou seja, se o Corinthians decidir vender Alexandre Pato ao receber uma proposta de 18 milhões de euros, por exemplo, o São Paulo receberá 300 mil euros como ressarcimento, correspondente a 10% dos 3 milhões de euros de lucro entre o valor de venda e o valor pago ao Milan.

No São Paulo, a primeira reação da torcida é dividida. Na vitória sobre o Paulista, na última quarta, houve protesto da principal organizada:"Diretoria, vai se ferrar, trazer o Pato é dar dinheiro pros gambás", gritou a organizada, na sequência de "Pato é o c...", repetidas vezes. Os mesmos torcedores, após os protestos, gritaram o nome de Luis Fabiano, que não necessariamente brigará por uma vaga no ataque com Alexandre Pato. Houve também gritos contra o Corinthians.

Emprestado ao São Paulo até o fim de 2015, Pato terá parte dos salários pagos pelo Corinthians. Jadson tinha apenas mais um ano de contrato com o clube do Morumbi, poderia assinar pré-contrato com qualquer outro clube a partir de 1º de julho e sairia de graça, sem indenização ao clube, no fim do ano.

O Corinthians tentou não deixar Alexandre Pato jogar em um rival, mas não conseguiu. Antes de negociar o atacante com o São Paulo, o clube do Parque São Jorge tentou empurrá-lo para pelo menos outros três clubes, sem sucesso. Grêmio e Cruzeiro reclamaram do valor elevado do atleta, que recebe R$ 800 mil, entre salários e direitos de imagem. O Flamengo topou uma troca com Carlos Eduardo, mas aí foi o Corinthians quem não se interessou.

Comentários


  • sao paulo tava precisando de um reforço EU ACREDITO NESSE CARA!!!

    leandro em 12/02/2014 as 00:23

    Escreva

    O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

    Você também pode nos ajudar a moderar comentários considerados ofensivos, difamatórios, impróprios e/ou que contenham palavras de baixo calão: para isso, envie um e-mail para denuncie@tribunahoje.com.

    Digite o código abaixo para enviar seu comentário.