O que é FHC? - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2014

O que é FHC?

07/12/2012 11:42

Compartilhe:

Tribuna Hoje

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é sociólogo. Também é tido pelos setores mais conservadores como uma mente brilhante, dessas de contemplar sua formação e ações. Tanto que nessa dualidade da disputa política, a “grande imprensa” sempre o tenta tirar das sombras com entrevistas e declarações sobre acontecimentos do meio político e econômico.

Ora, o homem é, além de ex-presidente da República, um sociólogo. E emérito da USP!

Ele acabou de lançar Aécio Neves (PSDB-MG) para a disputa da Presidência da República em 2014. Nem no ninho tucano há unidade nessa escolha. Nem o próprio Aécio está confortável com sua indicação tão cedo. Será medo de dossiês? Serra é mestre nisso.

Tanto FHC, quanto qualquer estudante de qual curso for e até pessoas com o mínimo de informação sabem que plágio é crime. E no meio acadêmico isso tem um peso maior. Na área das Ciências Sociais, de FHC, elevado a enésima potência.

Recordar é viver, dizem alguns. Pois bem, então. Em julho de 2012, ele foi flagrado plagiando a obra do teórico francês francês Henri Lefebvre, escrita em 1958. Tanto a obra original quanto e de FHC têm o mesmo título: “ La somme et le reste / A soma e o resto”. E ambas são autobiográficas e falam de itinerários filosóficos e sociológicos.

Outra acusação da plágio a FHC é feita pelo professor da UFSC, Nildo Ouriques, também em julho de 2012. Ouriques o acusa de alterar a obra de Ruy Mauro Marini, Subdesenvolvimento e Revolução publicada em 1969, para sustentar a teoria da dependência que deixou o ex-presidente famoso. Marini foi exilado para o México durante a ditadura militar por ser membro da Política Operária (POLOP).

A entrevista com o professor Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina e ex-presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos da UFSC foi publicada no site de CartaCapital em 16 de julho. Clique aqui

O “príncipe dos sociólogos” como é chamado pela casta conservadora da academia brasileira não passa de um plagiador barato. Este apelido lhe foi dado para afagar seu ego. FHC era fiel seguidor das políticas de Washington. Manter seu ego afagado era uma das formas de mantê-lo reproduzindo os ideias neoliberais no Brasil.

E sempre que as coisas não iam como o império queria, a “gringolândia” não se furtava em dar um bom puxão de orelhas em FHC. E seus ministros tiravam os sapatos entrar nos EUA. Se você quiser ver uns dos sermões que FHC levou, clique aqui.

Agora, FHC é metade o quê?

Sim, porque o ser feito de carbono de Veja afirmou que Niemeyer era metade gênio e metade idiota. Se referindo à opção ideológica do arquiteto reverenciado por todo o planeta. Ninguém nunca acusou Niemeyer de plágio ou lhe deu sermões em público.

O ser de carbono da “coisa feita em papel couché” Veja, é sim metade idiota. E a outra metade também.

Mas reformulo a pergunta: além de plagiador e um desmoralizado, o que é FHC?

Comentários